Polícia desarticula quadrilha e realiza maior apreensão de drogas do Estado

Pasta-base apreendida daria para fazer mais
de dois milhões de pedras de crack
Foto: Polícia Federal
A Polícia Federal realizou neste sábado a maior apreensão já feita de pasta base de cocaína. Cinco homens foram presos e cerca de 165,2 Kg da droga foram apreendidas. A ação ocorreu depois de dois meses de investigação que levaram até uma casa na Iputinga, Zona Oeste do Recife, que funcionava como quartel-general da quadrilha. O montante daria para fabricar mais de dois milhões de pedras de crack.

As informações foram divulgadas neste domingo pela PF. Foram presos Wendel Batista Guimarães, 32, Wendel Batista Guimarães, 32, Marcos Roberto Marques Lisboa, 36, Gilvan Manoel do Nascimento, 42, José João da Silva, 32, Arthur José da Silva, 33,  soldado da Polícia Militar. Todos foram encaminhados para o Centro de Triagem de Abreu e Lima. De acordo com a Polícia, a droga seria comercializada na Grande Recife, no Agreste e Sertão pernambucano.

Com a prisão dos envolvidos, a operação da quadrilha está desarticulada, segundo informou a PF. Ainda foi encontrado na casa duas armas e R$ 155.860 mil em espécie. A ação teve início por volta das 13h do sábado. Os policiais federais interceptaram um celta dirigido por Wendel Batista onde foi apreendido três sacolas com 57kg de pasta base.

Em seguida foi encontrada na casa mais 108,2 Kg. O líder do grupo, Marcos Roberto foi preso ao chegar na residência. Os demais estavam em um bar nas redondezas.

Segundo a PF, a pasta-base daria para fabricar 661kg de crack, o que corresponde a 2.644.000 (dois milhões e seiscentas e quarenta e quatro mil pedras.

Comentários